Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘PROTESTOS’

Voltando de Férias.

Bom, quase dois meses só em stand-by aqui no blog, postando apenas artigos publicados na Gazeta, volto finalmente a achar tempo pra escrever…

Nesse tempo o ‘Favoritos’ do Explorer explodiu! Muita coisa pra rever, reler, escrever e publicar, na maioria links recebidos no Twitter, sobre o qual já escrevi algumas vezes explicando o porquê da importância dessa nova ferramenta, segundo minha humilde opinião.

Tenho muita coisa pra publicar aqui, mas acredito que o mais urgente é sobre os protestos de estudantes em Brasília. É um grupo de 40-50 cidadãos que estão cansados, como eu, de tanta sacanagem. Eles estão organizando vários protestos, que levam o nome de “Ato Secreto Popular”, e já conseguiram, no mínimo, mostrar que a ditadura ainda existe nesse país, sim! Onde? É claro que lá mesmo, na capital das fezes nacionais, Brasília.

Eles já foram agredidos, presos e fichados pela Polícia do Senado, dentro do Congresso Nacional, a dita “Casa do Povo”, tiveram as placas de seus carros e seus rostos fotografados por seguranças à paisana sob o comando do Diretor da Polícia do Senado num protesto em frente à casa PARTICULAR de José Sarney, e ainda foram perseguidos por alguns leões de chácara de Sarney quando voltavam para casa após um dos protestos. Se alguém não acredita que “só isso” comprove o resquício de ditadura, o próprio Diretor da Polícia do Senado, Sr. Pedro Ricardo de Araújo Carvalho, tratou de provar com palavras quando soltou a frase: “Isso aqui é ditadura sim!” ao prender com violência um dos estudantes.

O manifesto, o cartaz, o delicado leão de chácara, e a mídia do P.I.G. literalmente de boca aberta.

“Na prisão” com alguns senadores tentando libertá-los.

A Polícia do Senado seria o “DOPS” do governo Lula/Sarney? Aliás, sobre a traição de Lula ao povo brasileiro, nem comento, pois é assunto pra mais de horas…

Estudantes apoiados pela Assembleia Nacional dos Estudantes, unico movimento estudantil livre, ainda, do Brasil.

André Dutra, um dos manifestantes, conta tudo em seu blog (http://www.andredutra.com).

Quem vai ficar calado?

Tem gente que, como sempre, vai pensar que são ‘meia dúzia’ e que isso não vai dar em nada, mas o que me anima é a força de vontade desse grupo. Fica aqui um desafio: como estender essas manifestações pelo resto do país, inclusive aqui em minha cidade, Amparo.

Cartaz anunciando cidades e locais e horários dos protestos.

A internet tem tido papel fundamental no movimento, possibilitando a organização e divulgação em tempo real dos acontecimentos, onde até transmissão ao vivo de alguns protestos é feita por um dos manifestantes. Menos um ponto para os leões de chácara. Agora tortura pode ser transmitida ao vivo!

A ‘agenda secreta”.

Mais um ponto para os honestos. Os manifestantes, a internet e os próprios senhores do poder estão nos mostrando a cada dia que união e organização são as ÚNICAS ferramentas de força popular. Voto é manipulado e a mídia é inútil. Cabe a nós, somente os cidadãos comuns, resolver essa situação lamentável.

Caminhando juntos podemos fazer alguma coisa.

Anúncios

Read Full Post »

A Arte do Barulho


Esses dias tenho escutado o novo CD do Marcelo D2, que nos últimos lançamentos buscava a ‘batida prefeita’, mas deixava um pouco de lado o senso crítico e a esperada língua afiada. Neste novo CD, D2 volta ao velho e bom estilo ‘metralhadora giratória’ mirando os alvos que já sabemos o por que. Nele conseguiu unir a ‘procura pela batida perfeita’ ao já conhecido estilo combatedor do antigo Planet Hemp. Vale a pena comprar. Abaixo segue alguns trechos de algumas músicas para leitura e reflexão:

Desabafo:-
“Deixa, deixa, deixa, eu dizer o que penso desta vida, preciso demais desabafar…”

Eu já falei que tenho algo a dizer, e disse
Que falador passa mal e você me disse
Que cada um vai colher o que plantou
Porque raiz sem alma, como o flip falou, é triste

A minha busca é na batida perfeita
Sei que nem tudo tá certo mas com calma se ajeita
Por um mundo melhor eu mantenho minha fé
Menos desigualdade, menos tiro no pé

Andam dizendo que o bem vence o mal
Por aqui vou torcendo pra chegar no final
É, quanto mais fé, mais religião
A mão que mata, reza, reza ou mata em vão
Me contam coisas como se fossem corpos,
Ou realmente são corpos, todas aquelas coisas
Deixa pra lá, eu devo tá viajando
Enquanto eu falo besteira, nego vai se matando

Então:
Deixa, deixa, deixa
Eu dizer o que penso desta vida
Preciso demais desabafar

Ok, então vamo lá, diz:
Tu quer a paz, eu quero também,
Mas o estado não tem direito de matar ninguém
Aqui não tem pena morte mas segue o pensamento
O desejo de matar de um Capitão Nascimento
Que, sem treinamento, se mostra incompetente
O cidadão por outro lado se diz, impotente, mas
A IMPOTÊNCIA NÃO É UMA ESCOLHA TAMBÉM
DE ASSUMIR A PRÓPRIA RESPONSABILIDADE
HEIN?

Que cê tem em mente, SE É QUE TEM ALGO EM MENTE
Porque a bala vai acabar ricocheteando na gente
Grandes planos, paparazzo demais
O que vale é o que você tem e não o que você faz
CELEBRIDADE É ARTISTA, ARTISTA AQUI NÃO FAZ ARTE
LAVA A MÃO COMO PILATOS ACHANDO QUE JÁ FEZ SUA PARTE
Deixa pra lá, eu continuo viajando
Enquanto eu falo besteira nego vai, vai

Então deixa…
Deixa,deixa,deixa
Eu dizer o que penso dessa vida
Preciso demais desabafar

Fala sério:-
“(…) Todos tiveram quinze minutos por aqui
O que no RAP a gente chama de wannabe
Wannabe: você querer ser o que não é
O que nos olhos de Garrincha é tudo zé

ZÉ-POVINHO, QUE ENTRA NA FILA PRA SER DRIBLADO
ACHA QUE FAZ PARTE DO JOGO E FICA SOSSEGADO
ATÉ ENTRA NA GUERRA, MAS NÃO ESCOLHE O LADO
O TÍPICO LARANJA QUE É USADO!

FALA SÉRIO, COMO CONSEGUE DORMIR SOSSEGADO?
FALA SÉRIO, VIVER SEM DEIXAR NENHUM LEGADO
NÃO QUERO CULTURA INÚTIL, QUERO ALGO DE VERDADE
SABEDORIA, DIVIDIR E NÃO REPARTIR A CIDADE.

Quero o sorriso daqueles que não sorriram
Que foram esculachados e tratados como lixo
É, que a maioria daria um livro por dia,
Sobre arte, honestidade e sacrifício

Como é que pode, ein?”

Pode acreditar:-
(…)
Então, pensa
Dois moleques ali sentados
Tramando contra o mundo e jogando um carteado

FALAR DE QUÊ? LUTAR CONTRA QUEM?
CHEGAR COM PÉ NA PORTA E NÃO DAR MOLE PRA NINGUÉM
Imagina só o fim da repressão
você falar de maconha e de liberdade de expressão
DE UM LADO O BANDIDO
DE OUTRO A POLÍCIA
AGORA JÁ ERA, TÁ NA MÃO DA MILÍCIA
NÓS AVISAMOS DOS PORCOS FARDADOS (aqueles que usam da corporação pra praticarem crimes)
MAS NEGO É BURRO
BURRO, CONTINUA VOTANDO ERRADO
(…)”

Minha missão:-
“Quando o tempo fecha
O melhor às vezes
É sentar e esperar passar

Pois nada como levantar e ir a luta
Porque a vida é curta
Não posso bobear

[refrão]
Pensei mais de uma vez,
Tentando encontrar
Às vezes falta o chão
Isso não vai me derrubar
São pedras no caminho
Em prol da evolução
A tempestade passa
E tudo volta ao seu lugar

A minha missão é vir cantar canções
E provar pra você que esse mundo é seu
E não importa o quanto duro ele for
E se te fez balançar quando ele te bateu
Eu sei que a vida não tá fácil amigo
É levantar a cabeça e seguir em frente
Tu já ouviu o velho ditado que diz,
A vida é simples, simples!
Quem complica é a gente
E a terapia eu sempre fiz com rimas
Bota a raiva pra fora e levanta a auto-estima
Correr na frente sempre e nunca atrás
Orgulho de si mesmo e do trabalho que faz

[refrão]
Pensei mais de uma vez,
Tentando encontrar
Às vezes falta o chão
Isso não vai me derrubar
São pedras no caminho
Em prol da evolução
A tempestade passa
E tudo volta ao seu lugar

Pensei, pensei, agi, corri, sofri a tempestade
Passa sim e a luz depois volta a brilhar
E essa ilumina o meu caminhar
Eu sei que não é fácil irmão
Nem tudo vem na nossa mão
E sabe quando isso vai mudar, não
Pensa ou
Deixa rolar, vai

[refrão]
Pensei mais de uma vez,
Tentando encontrar
Às vezes falta o chão
Isso não vai me derrubar
São pedras no caminho
Em prol da evolução
A tempestade passa
E tudo volta ao seu lugar

Eu amo, também odeio
Igual a todos
E não corro mais atrás
Do ouro dos tolos
Nem todo mundo é igualzinho a gente
Se tá perdendo paciência,
Bola pra frente
Se tá bom, eu quero mais
A tristeza eu jogo pra traz
As vezes acho que me afundo na massa
(Está em casa)
Sou da esquadrilha da fumaça, né
A gente não sabe do jeito que vai ser julgado
Se ajoelha, se arrepende, acha que não vai ser cobrado
POR ISSO QUE A GENTE TEM UMA MISSÃO A CUMPRIR
NÃO TÁ LIGADO PORRA, QUE QUE CÊ TÁ FAZENDO AQUI?
ESCOLHA ATRÁS DE SUAS INSEGURANÇAS
FAZ O PAPEL DE COITADO E ACHA QUE O MUNDO VAI TER PENA
SE TÁ RUIM PODE MELHORAR
SE NÃO MELHORAR (FODA-SE), MAS FAÇA ALGO QUE VALHA A PENA

[refrão]
Pensei mais de uma vez,
Tentando encontrar
Às vezes falta o chão
Isso não vai me derrubar
São pedras no caminho
Em prol da evolução
A tempestade passa
E tudo volta ao seu lugar

É isso,
Na veia ainda corre aquele sangue de skatista
Se cair eu levanto, levanto, levanto, levanto, levanto, levanto
Tento de novo até acertar, até acertar
O mundo é nosso parceiro,
o mundo é nosso
Então vai, vai, vai”

Read Full Post »